RPVs: O mapa da venda legal e segura

Publicado em 06/02/2024

Siga os passos certos para vender suas Requisições de Pequeno Valor com confiança. Comece agora!

RPVs: O mapa da venda legal e segura

O que você vai encontrar na leitura desse artigo:

  1. Introdução;
  2. O que são RPVs;
  3. Como funciona a venda de RPVs;
  4. Requisitos legais para venda de RPV;
  5. Processo de venda;
  6. Vantagens e desvantagens;
  7. Conclusão;
  8. Autor.

Introdução:

Atualmente, as Requisições de Pequeno Valor (RPVs) têm se tornado uma parte relevante do cenário jurídico brasileiro, e a venda desses ativos tem atraído a atenção de credores em busca de soluções financeiras. 

Neste texto, exploraremos principalmente os aspectos relacionados à venda de RPVs no Brasil, desde o entendimento básico até os detalhes legais e práticos do processo.

O que são RPVs?

Antes de mergulharmos na venda de RPVs, é essencial compreender o que são esses instrumentos. 

O governo emite RPVs para pagar obrigações decorrentes de decisões judiciais em processos nos quais o Estado é parte.

Em outras palavras, RPVs representam valores que cidadãos ou entidades têm direito, sendo um documento que o ente público usa para fazer uma ordem de pagamento.

RPVs: O mapa da venda legal e segura

Como funciona a venda de RPVs?

No Brasil, é possível vender uma RPV. Esse processo é chamado de cessão de crédito e ocorre quando o titular da RPV decide transferir seus direitos sobre o valor a receber para outra pessoa, geralmente em troca de um valor à vista.

Dessa forma, a venda de RPVs ocorre normalmente por meio de negociações diretas com empresas especializadas na compra desses títulos. 

Logo, o processo legal para a venda é relativamente simples e envolve a assinatura de um contrato de cessão de crédito, e a comunicação ao tribunal responsável pela RPV.

Requisitos legais para a venda de RPVs

É importante destacar que a venda de RPVs é uma operação legal no Brasil, desde que sejam respeitadas algumas condições. 

O vendedor da RPV deve ser o titular do crédito ou seu representante legal. Além disso, a venda deve ser formalizada por meio de um contrato de cessão de crédito.

Agora, antes de vender uma RPV, é recomendado buscar assessoria jurídica para entender todas as implicações legais e financeiras da operação.

Processo de venda de RPVs

Avaliação da RPV

Primeiramente, antes de iniciar o processo de venda, é necessário avaliar o valor da RPV. 

Empresas especializadas ou advogados podem auxiliar nesse processo, considerando fatores como o valor total, prazos de pagamento, bem como a possibilidade de deságio.

 

Documentação 

Certifique-se de possuir todos os documentos relacionados aos seus dados e da RPV.

 

Negociação e Acordo 

O processo de negociação envolve a definição do preço de venda. Por isso, esteja preparado para discutir os termos da transação, considerando as condições de pagamento e o eventual deságio aplicado ao valor da RPV.

 

Homologação Judicial 

Após a negociação, é necessário obter a homologação judicial, formalizando a transferência dos direitos da RPV para o comprador. Este é um passo indispensável para garantir a validade da transação.

RPVs: O mapa da venda legal e segura

Vantagens e Desvantagens

Vantagens:

  1. Liquidez Financeira: A venda de RPVs proporciona acesso rápido a recursos financeiros, o que pode ser útil em situações de urgência.

  2.  Minimização de Riscos: Ao vender, o credor transfere os riscos associados ao recebimento da RPV para o comprador.

Desvantagens:

  1. Deságio: O valor obtido na venda geralmente é inferior ao montante total da RPV devido ao desconto aplicado pelo comprador.

Empresas compradoras de RPVs

É importante ressaltar que diversas empresas especializadas estão dispostas a comprar RPVs, facilitando o processo para os credores em busca de liquidez. 

Essas empresas possuem, acima de tudo, experiência no setor e podem oferecer assessoria desde a avaliação até a conclusão da transação, como é o caso do LCbank.

LCbank 
O LCbank é uma empresa especializada em créditos judiciais e possui vasta experiência na compra de RPVs, o que garante um processo seguro e eficiente. 

Sem falar que a empresa se destaca pela rapidez no processo de compra, possibilitando que o credor receba o valor devido em um curto período.

Conclusão

Por fim, a venda de RPVs pode ser uma estratégia financeira eficaz, mas é importante entender todos os aspectos do processo. 

Com isso, consultar profissionais jurídicos e especialistas em finanças é uma forma de garantir que a transação seja conduzida de maneira legal e transparente. 

Afinal, este guia fornece uma base abrangente, mas a busca por orientação é essencial para navegar com sucesso pelo processo de venda de RPVs no Brasil.

Ana Paula Matias

Ana Paula Matias

Redatora

Consulte o andamento do seu processo e o valor da sua RPV
É muito fácil antecipar sua RPV. Preencha o formulário e um de nossos atendentes vai entrar em contato com você.
Please enable JavaScript in your browser to complete this form.

Acompanhe nossas Redes:

Canal de Relacionamento:

(61) 9426-6387(9h às 19h de segunda a sexta, exceto domingos e feriados)

SAC: 

(61) 99263-6799(9h às 19h de segunda a sexta, exceto domingos e feriados)

Setor Bancário Sul – Quadra 2 Bloco S  Cobertura do Ed. Empire Center 
CEP 70070-904 Brasília/DF

Aviso Legal: O LCbank atua exclusivamente na compra e intermediação de Precatórios, RPVs, direitos creditórios e ativos judiciais. Não somos e nem atuamos como instituição financeira. LCbank – CNPJ 43.945.933/0001-64

Open chat
Receba já o seu dinheiro
Quer antecipar sua RPV, Processo contra o INSS, Precatório do INSS (Federal)? O LCB vai te ajudar agora!